Feminismo, um tema que mesmo no século XXI ainda gera polêmicas. Mas será que esse assunto é realmente como você pensa? Que tal assistir filmes e documentários que além de emocionar e inspirar, dão uma verdadeira aula?! Em homenagem a todas as mulheres, a SapucaíNet elaborou uma lista com sete filmes para que você entenda o feminismo realmente é.

Terra Fria

O filme é baseado em uma história real e retrata Aimes, uma mulher que abandonou seu marido que a espancava, para procurar um emprego e sustentar sozinha seus dois filhos. Ao ser contratada para trabalhar em uma mineradora de ferro, Aimes passa a sofrer assédio sexual, por ser uma das poucas mulheres que trabalham no local. Após ser ignorada diversas vezes pela empresa, ela entra com uma ação judicial contra a mineradora. Essa foi a primeira ação coletiva por assédio sexual dos Estados Unidos.

As Sufragistas

O filme retrata os primeiros movimentos feministas na Inglaterra do início do século XX. Os principais motivos da luta eram as condições de vida precárias, assim como o não direito ao voto. A protagonista é uma lavadeira, que não possuía formação política e era constantemente oprimida pelo machismo e não questionava o sistema. Porém, aos poucos ela toma consciência da sua situação social e passa a buscar seus direitos como cidadã, resultando em um dos maiores atos feministas da história!

Frida

A pintora mexicana Frida Kahlo, que é um dos maiores ícones feministas de seu tempo, tem este filme como biografia. A obra cinematográfica retrata a personalidade forte, bissexualidade de Frida, e também a infidelidade de seu marido. A atriz Salma Hayek, que interpreta Frida, contou dos abusos que sofreu de Harvey Weinstein para poder fazer o filme de sua vida, trazendo ainda mais valor ao filme.

Nascidas em Chamas

Nesta ficção, após dez anos depois de uma revolução socialista tomar os EUA, nem tudo mudou. O sexismo, racismo e homofobia da sociedade anterior continuam presentes. Grupos organizados de mulheres se mobilizam quando uma de suas líderes é assassinada pela polícia. Nascidas em Chamas mostra a luta das mulheres de todas as classes sociais, opções sexuais e de todas as etnias.

Orí

Orí conta a história de Beatriz Nascimento, historiadora e militante. O longa relaciona a ancestralidade africana e comunidades negras no Brasil nos anos 70 e 80. Beatriz estudou ao longo de 20 anos o racismo da historiografia oficial e a importância dos quilombos. Além de utilizar o meio acadêmico para desconstruir a ideia de que pessoas negras só participaram da história como mão de obra escrava. Uma vez que grandes reis e rainhas negros fazem parte da história, não há porque ignorar o protagonismo afro-descendente.

Persépolis

A animação conta a história de uma menina criada em uma família comunista e contra a repressão feminina imposta pelo regime tirânico. Acompanhamos a história conforme o crescimento da personagem, além de todas as crises de sua vida. A personagem se torna uma mulher questionadora e rebelde, que sempre busca reivindicar os seus direitos de escolha. O filme evidencia a presença de mulheres politizadas no mundo islâmico e retira preconceito. Uma vez que há força feminina diante do patriarcado.

As Hiper Mulheres

O documentário mostra como o poder feminino atua em uma comunidade indígena do Mato Grosso. As mulheres da tribo Kuikuro, se reúnem para realizar o Jamurikumalu, o maior ritual de mulheres do Alto Xingu. Um ancião da aldeia fez este pedido, já que estava preocupado com a morte da esposa se aproximando, para que assim, ela possa cantar uma última vez. As filmagens mostram além de toda a preparação, ensaios e o cotidiano de uma aldeia onde as mulheres possuem grande força e sabedoria.

Essa lista super especial contêm histórias que emocionam, inspiram e trazem muito conhecimento. Não deixe de conferir essas obras, temos certeza de que será uma experiência incrível! Então, já viu alguma dessas sugestões? O que você achou? Adoraríamos saber!

 

Deixe um Comentário